Últimos dias de inscrição para o Encontro Nacional de Educação

logo_encontro_educacaoAs inscrições para o Encontro Nacional de Educação (ENE), que acontece entre os dias 8 e 10 de agosto no Rio de Janeiro, serão encerradas na próxima quarta-feira (30). A atividade reunirá movimentos sociais, sindicais, estudantis e a classe trabalhadora em um grande debate na defesa da educação pública, além de dar encaminhamento às discussões acerca da elaboração de uma proposta alternativa para educação do país, em contraponto ao Plano Nacional de Educação (PNE) sancionado pela presidente Dilma Rousseff, no dia 26 de junho deste ano.

Para se inscrever, é preciso preencher formulário CLIQUE AQUI e efetuar o pagamento, por meio de depósito identificado na conta corrente 26.826-7, da agência 2883-5, do Banco do Brasil. Os valores são de R$ 30 por pessoa e R$ 5 para militantes de movimentos populares. Outras informações estão disponíveis no blog do ENE.

“Contrapor uma proposta alternativa de educação pública brasileira ao PNE sancionado pela presidente é para nós a tarefa central do Encontro Nacional de Educação, para fortalecermos os interesses e mobilizações da classe trabalhadora como um todo, construindo um plano de lutas para a educação brasileira”, ressalta a diretora do ANDES-SN e uma das coordenadoras do Grupo de Trabalho Política Educacional do Sindicato Nacional (GTPE) do Sindicato Nacional, Elizabeth Carla Barbosa. Para Elizabeth, a ampla articulação com as entidades, movimentos populares e estudantis que participarão do encontro fortalecerá a luta em defesa da educação pública, a partir da construção de uma proposta alternativa, com elementos que contribuam na direção de uma política de Estado efetiva para a educação pública.

A abertura do ENE será marcada pela Marcha Nacional em Defesa da Educação Pública, que será realizada a partir das 16h30 do dia 8, sexta-feira, com concentração na Candelária, centro do Rio de Janeiro. A programação conta ainda com a realização de mesa sobre Conjuntura, Lutas Sociais e Educação, e de grupos de discussão sobre financiamento; democratização da educação; transporte, passe livre; privatização, mercantilização; avaliação e meritocracia; precarização das condições de trabalho; acesso e permanência. No domingo, haverá plenária final do Encontro.

“Os eixos centrais do ENE foram construídos a partir da nossa pauta de lutas históricas em defesa de uma educação pública, de qualidade, laica, onde defendemos o financiamento público para a educação pública, a democratização da educação, políticas de acesso e permanência nas escolas de todos os níveis, passe livre e transporte público; e lutamos contra a privatização e mercantilização da educação, das creches a pós-graduação, a precarização das atividades dos trabalhadores da educação e a avaliação meritocrática na educação”, explica a diretora do ANDES-SN.

Organização 
O Encontro Nacional da Educação é organizado pelo Comitê Executivo Nacional da Campanha pelos “10% do PIB para Educação Pública Já!”, que reúne o ANDES-SN, CSP-Conlutas, Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre (Anel), a Oposição de Esquerda da União nacional dos Estudantes (UNE), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Executiva Nacional de Estudantes de Educação Física (EXNEEF), entre outras entidades e movimentos sociais.

Divulgação
O folder com a programação e local de realização do ENE já está disponível para ampla divulgação. Acesse este e outros materiais do encontro aqui.


Leia mais:

Etapas regionais marcam preparação para o Encontro Nacional de Educação