Luta dos docentes da Uern em greve avança e garante regulamentação do auxílio-saúde

Regulamentação do repasse do auxílio-saúde era um dos pontos da pauta de reivindicações dos docentes

Em greve desde o dia 10 de novembro, os docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) conquistaram a regulamentação do repasse do auxílio-saúde, por parte do governo do Estado, aos docentes e técnico-administrativos da universidade. O projeto foi aprovado por unanimidade, na terça-feira (12), em sessão da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (Alern) e segue, agora, para a sanção do governador Robinson Faria (PSD).

Os servidores da Uern lotaram o plenário da assembleia e comemoraram a decisão favorável. A conquista é consequência da luta unificada das categorias e representa a garantia de um direito histórico dos trabalhadores da universidade. O auxílio aprovado contempla docentes e técnicos da ativa e aposentados, respeitando a isonomia das categorias.

“Esta aprovação é a soma das lutas que vêm acontecendo há algum tempo na Uern. Para que garantíssemos esta vitória, tivemos de participar de audiências com o Governo, com o Procurador do Estado, audiências públicas na própria Assembleia Legislativa e com a reitoria da universidade. O momento é de reconhecer que este ganho é mérito de toda a comunidade acadêmica que se envolveu e não abriu mão de um direito histórico dos servidores”, destacou Rivânia Moura, presidente da Associação dos Docentes da Uern (Aduern – Seção Sindical do ANDES-SN).

“O auxílio-saúde representa um ganho das nossas reivindicações, mas é fundamental destacar que nossa greve continua. Seguimos com quase dois meses de salários atrasados, sem um calendário de pagamento e não abriremos mão do compromisso com os docentes da Uern e nem da nossa dignidade enquanto trabalhadores e trabalhadoras” completou a presidente da Aduern SSind.

Mobilização  
O movimento grevista continua nesta semana com diversas atividades de mobilização. Na quinta-feira (14), pela manhã, os docentes e técnicos da Uern acompanharão, na Alern, a votação do orçamento da universidade para 2018. A Aduern SSind. luta para que os aposentados da instituição permaneçam na folha de pagamento da universidade. E na sexta-feira (15), a direção da seção sindical do ANDES-SN se reunirá com o governador para debater os atrasos salariais, entre outros pontos da pauta. A reunião é fruto das reivindicações da categoria, em especial da ocupação da antessala da presidência da Alern no último dia 4.

*Com edição e acréscimo de informações de ANDES-SN. Foto: Alern

Fonte: Aduern SSind.